quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O refúgio secreto de Cornelia Johanna

``Se  eu  tivesse  a  chance  de  viver novamente aquela situação, será que daria mais importância àqueles pequenos confortos do que a vidas humanas?´´

Corrie Te Boom - Imagem retirada do Google
A frase citada acima é de Cornelia Johanna quando estava presa em Scheveningen (BOOM, Carrie ten. O Refúgio Secreto, p. 214).
É impressionante a história desta admirável mulher de fé que juntamente com sua família lutou contra o nazismo com a única arma que possuíam, o amor, para protegerem os judeus. O nome dela é, Cornelia Johanna Arnolda ten Boom, conhecida como Corrie ten Boom. Ela nasceu em 15 de abril de 1892, Amsterdam. Foi uma cristã reformada, a mais nova de quatro filhos de Casper ten Boom, um relojoeiro da Holanda. 

Na II Guerra Mundial os nazistas invadiram a Holanda e Corrie juntamente com a sua família tornaram-se ativos na resistência holandesa e esconderam na residência da família refugiados judeus e alguns resistentes holandeses. O próprio quarto de Carrie fora construído uma parede falsa com um espaço que serviria de abrigo para os refugiados caso os soldados alemães invadissem a casa - fato este que aconteceu devido uma traição, esse espaço passou a ser chamado de ``Refúgio Secreto´´. Veja as imagens:


                                                                   Imagem retirada do Google

 A parte externa do esconderijo. Essa abertura na parede não existia na época, foi feita após a casa ser transformada em museu. A entrada era por dentro do armário.

Imagem retirada do Google
Esta é a parte interna do esconderijo ou refúgio secreto. Lugar onde os judeus ficaram alguns dias quando a casa dos Boom foi invadida pelos soldados e a família levada presa para a penitenciária. Como não conseguiram encontrar os judeus e Carrie e os outros componentes da família não falaram onde eles estavam escondidos, a casa passou a ser vigiada por soldados do lado de fora.

Corrie era uma mulher muito boa, prestativa, dedicada a obra do Senhor e que ajudava ao próximo com alegria em Deus. Através do amor e força no Senhor Jesus, ela conseguiu vencer as penúrias da prisão alemã. Ela faleceu aos 91 anos na data do seu aniversário em 1983. 

A casa da família hoje se transformou num museu.

 Imagem retirada https://www.corrietenboom.com/old/history.htm


 Imagem retirada https://www.corrietenboom.com/old/history.htm


A história linda e emocionante é narrada no livro biográfico que ela própria escreveu sob o título ``Refúgio Secreto´´ em 1971 e que mais tarde virou filme (1975). Vale a pena lê a biografia de Carrie, uma mulher corajosa e fiel que deixou um grande legado para nós. Uma verdadeira lição de como amar e perdoar ao próximo. O link do filme vou deixar em seguida caso queiram assistir (https://www.youtube.com/watch?v=QwGVYJhYJac).

 

Referências Bibliográficas

BOOM, Carrie Ten. O Refúgio Secreto. Editora Betânia. 2000.
https://www.corrietenboom.com/old/history.htm
http://tenboom.org/homec5.html
http://www.protestantismo.com.br/biografias/corrie_ten_boom.htm

2 comentários :

Unknown disse...

Me emocionei mais uma vez com essa história linda. Uma mulher piedosa que merece nosso reconhecimento. Glória a Deus pela vida dessa linda família. Assiste o filme a um tempo atrás e me emocionei muito por ver um cenário tão sofrido e aterrorizante, mas mesmo assim essa família bendita do Senhor conseguiu ao meio o caos, fazer viva a Palavra de Deus ao amar e acolher pessoas que nem mesmo conheciam. Que o Senhor Jesus derrame sobre todas as mulheres suas bênçãos, para que sejamos piedosas e acolhedoras.

Rose Vieira disse...

Verdade, uma história lindíssima que serve de exemplo para nós. Assisti uma entrevista dela, mulher formidável,serena ao falar e espiritual.

Obrigada pela visita e o seu enriquecedor comentário. Deus te abençoe!!